É sempre um desafio falar sobre inclusão, sobretudo sobre educação inclusiva. O tema é amplo e complexo. Ao longo da história, tivemos muitas mudanças na forma de enxergar as pessoas com deficiência e o conceito vem sendo aprimorado para dar um maior sentido. Passamos por diversas fases: primeiro falava-se de segregação, ou seja, estar à parte da sociedade; passamos para integração, quando reconhecidos pela sociedade, porém ainda à margem; atualmente há o conceito de inclusão, dentro da sociedade com os mesmos direitos, porém tendo reconhecimento de suas diferenças.

People Showing Panel - Student

 

Considerando que a educação é um direito de todos e um dever do Estado, isso se aplica também à pessoa com deficiência. Então, a educação inclusiva visa garantir a igualdade de oportunidades.

A educação inclusiva pode ser entendida como uma concepção de ensino contemporânea que tem como objetivo garantir o direito de todos à educação. Ela pressupõe o reconhecimento da diferença como um valor e o direito de cada um ser como é, contemplando, assim, a vasta gama de diferenças étnicas, sociais, culturais, intelectuais, físicas, sensoriais e de gênero inerentes aos seres humanos. Isso implica na transformação da cultura, das práticas e das políticas vigentes na escola e nos sistemas de ensino, de modo a garantir o acesso, a participação e a aprendizagem de todos, sem exceção.

EDUCACAO-INCLUSIVA-02Para uma sociedade inclusiva é preciso que todos construam juntos, já que temos um papel importante neste contexto, ou seja, a escola, a família, a comunidade e as organizações. Incluir não se encerra com o fato do aluno com deficiência ser matriculado na escola regular. A política oficial de educação no Brasil é a Educação Inclusiva: uma mesma escola para todos os alunos para que aprendam juntos, sem nenhum tipo de discriminação.

Para tal é necessário que o aluno receba os apoios que irão contribuir para o seu desenvolvimento. Além disso, os professores, assim como orientadores, necessitam de apoio técnico e formação para que possam atuar com os alunos com deficiência.

Sendo assim, é de suma importância que a escola esteja adequada para receber e favorecer o processo de aprendizagem de pessoas com deficiência, e que seus professores e coordenadores tenham boa formação e conhecimento a cerca da temática da deficiência e os diversos recursos para apoiar seus alunos. Isso cabe a qualquer escola em qualquer região do país.